A nova era dos Pagamentos Instantâneos

Isabella Schmitt
03 de abril de 2020

Desde o final de 2019 muito se tem ouvido falar sobre o mais novo sistema que o Banco Central vem estudando e querendo aplicar ainda neste ano. Os pagamentos instantâneos vieram para ficar, sendo uma das grandes apostas da economia brasileira para reduzir os custos das operações e trazer agilidade para essas transações.


Mas o que são Pagamentos Instantâneos?

O Pagamento instantâneo é a solução mais ágil de se realizar transferências, como: TED, DOC e pagamentos via QR Code com um custo inferior, se comparado ao que temos hoje em dia, além de contar com a praticidade do dinheiro ser depositado em poucos instantes na sua conta bancária. Funcionando sempre que precisar e onde estiver.

A novidade que está chegando ao Brasil já é usado em mais de 35 países, que utilizam o modelo de pagamento instantâneo, pagamento via QR Code e carteiras digitais como um dos seus principais meios de efetuar e receber pagamentos. Um exemplo dessa lista de países que já implementaram a nova tecnologia na sua economia é a China, que em poucos anos, conseguiu difundir em todo o país os pagamentos instantâneos e o uso das carteiras digitais, superando até mesmo o uso do dinheiro físico no país.

Para entender mais sobre como a China conseguiu revolucionar sua economia com os pagamentos instantâneos, sugerimos que ouça o podcast #04 Isso é Fantástico – Por que a China está acabando com o dinheiro?

Nesse episódio o apresentador Murilo Salviano conversa com Ronaldo Lemos e a jornalista Sônia Bridi, para descobrir por que a China está abolindo as notas de papel e entender como o gigante asiático conseguiu dar um salto tecnológico nos últimos 15 anos.

E o que são carteiras digitais?

Conhecidas também como e-Wallets, as carteiras digitais estão cada vez mais presentes nos celulares da população. Elas oferecem praticidade no momento de transferir dinheiro, para isso, basta criar um perfil em umas inúmeras carteiras digitais disponíveis atualmente, como: Payly, Picpay, Mercado Pago entre outras.

Após isso, você pode realizar pagamentos para outras pessoas que possuem conta nessa mesma carteira digital ou pagar contas em estabelecimentos físicos utilizando o celular e até mesmo pagar boletos. Tudo direto do seu celular, com poucos cliques.

Praticidade e vantagens em um click

O Pagamento Instantâneo dispensa o uso das máquinas de cartão de crédito e até dos caixas eletrônicos. Você precisa somente de um smartphone para efetuar os pagamentos. Todo esse processo ocorre a partir da leitura de um código QR Code pela câmera do seu celular, desse modo, as informações sobre o pagamento que será realizado chegam até você e todo o processo de pagamento e finalização da transferência é feito de modo instantâneo.

As vantagens de se usar essa nova tecnologia são inúmeras, entre elas estão:

  • Segurança ao realizar pagamentos;
  • Funcionamento 24 horas e 7 dias por semana;
  • Agilidade;
  • O dinheiro cai em instantes na sua carteira digital;

 Outra vantagem desse novo sistema é reduzir os custos de cada operação,  “As transações do dia a dia com cartão de débito e crédito têm custos maiores do que no sistema de pagamentos instantâneos. Esses custos não são visíveis para quem usa o cartão”, diz Duarte em entrevista a Exame no início deste mês. Esse custo diminui ao integrar todas as instituições financeiras e de pagamento, tendo um sistema de competitividade que estimula a redução dos custos de operação para quem vende, e consequentemente, reduzindo os preços para quem paga. Descomplicando e trazendo vantagens de uma amplitude de mercado.

Diferente do modelo que os chineses vêm usando na sua economia, onde possuem dois principais aplicativos para realizar seus pagamentos: o AliPay e WeChatPay, no Brasil a tendência é que cada vez exista mais empresas que ofereçam esses serviços, “O mercado daqui não vai ser igual ao chinês. Daqui a três ou cinco anos, creio que teremos cinco ou seis grandes ecossistemas de pagamento convivendo e competindo”, diz Gueitiro Genso, presidente da carteira digital PicPay também entrevista a Exame no início deste mês.

Outra diferença do modelo econômico Chinês é que aqui no Brasil as diferentes formas de pagamento sejam utilizadas juntas, não necessariamente o dinheiro físico precisa acabar para que o pagamento instantâneo seja uma realidade cada vez mais usada e comum.

O Banco Central desde outubro vem estudando como vai ser implementado esse novo sistema. Mas a expectativa é que isso ocorra até o final deste ano. Sendo feita a liberação etapa  por etapa. Segundo o Banco Central a última etapa que será liberada para ser usada é o TED por pagamento instantâneo.

Enquanto o pagamento instantâneo ainda não é implementado por completo, você já pode ir aproveitando as vantagens e praticidades das carteiras digitais disponíveis no mercado.