Vendas online: 5 dicas para você ter em mente

Isabella Schmitt
01 de setembro de 2020

Vender seus produtos online cada vez mais vêm se tornando fácil, além de, ser uma ótima alternativa para seu negócio crescer. As compras através de e-commerces em 2019 cresceu 41% se comparado ao ano de 2018, segundo dados trazidos pela revista digital Exame. Em 2020, com a pandemia causada pelo coronavírus, só no primeiro trimestre as compras online cresceram,  nesse período o número de pedidos foi de 32,6%, mais que o dobro, se comparado o mesmo período do ano passado, segundo dados da Compre&Confie em exposto em seu relatório.

Mas mesmo com todos os fatores mostrando o mercado favorável para suas vendas online, alguns fatores podem potencializar esses números e o seu faturamento. Reunimos algumas dessas dicas neste post.


Pensando além do óbvio:

Ter um negócio online vai muito além de disponibilizar em uma página seus produtos, ter um link para pagamento e um canal para perguntas diretas. Vender online exige muita dedicação e observação do mercado. Esse mercado vem sofrendo ainda mais mudanças agora durante a pandemia, onde mais do que nunca, a venda online se torna uma alternativa de manter seu negócio em funcionamento e até mesmo sendo a oportunidade certa para potencializar suas vendas e presença digital.

5 Dicas para você que já vende online e para você que busca vender

Antes de tudo e de sair aplicando as dicas é importante que você estude e pesquise sobre seu negócio e o mercado que ele se encaixa no online,  estude os concorrentes e os potenciais negócios que podem te inspirar. Muito mais que a competição entre diferentes negócios é importante também avaliar aqueles que podem servir de inspiração e até mesmo se tornarem parceiros futuros.

Outro ponto em que devemos pensar é que esse momento pode ser muito enriquecedor, tanto para quem já estava ativo online quanto para quem vai começar agora a se dedicar mais nesse setor. Busquem usar esse período da melhor forma e aplicar novas estratégias, aperfeiçoar o que já tem e buscar novas referências para que seu negócio cresça.

1- Escolha onde vender:

Se você está começando essa dica é para você. Análise com seu momento atual o que fica mais viável tanto financeira quanto pela agilidade de atingir um público. Você pode optar por integrar seu negócio a um marketplace, criar uma página em uma rede social como Instagram ou Facebook e vender por ali mesmo ou achar viável e criar seu próprio e-commerce

Existem outras diversas plataformas onde você pode começar a vender online, basta você analisar o seu negócio e ver qual se encaixa melhor no seu momento.

2- Seja presente nas redes sociais:

Estar presente nas redes sociais te ajuda mostra seu negócio a um público maior, além de funcionar como uma vitrine onde pode mostrar mais detalhes do seu negócio e o que ele oferece permite que você crie vínculos com seus clientes que contribuem para uma fidelização além deles poderem compartilhar sua conta com conhecidos que podem a vir se tornarem clientes.
As redes sociais também podem facilitar o processo de login e cadastro para dar continuidade ao processo da compra, por isso considere essa opção.

3- Além dos cartões de crédito:

Ter a opção de pagamento com cartão de crédito e débito é muito importante, mas além desse meio de pagamento, os boletos bancários ainda apresentam ser a grande preferência no momento de optar por qual meio será efetuado o pagamento, cerca de 48,11% da população ainda prefere pagar por boletos e nas casas lotéricas, segundo a ValorInveste.

Além desses três meios mais populares, existe o aumento no uso das carteiras digitais para realizar os pagamentos de compras online. Disponibilizar uma variedade de meios de pagamentos facilita para que seu cliente opte por aquele no qual se sente mais confortável e não acabe desistindo da compra na etapa final.

E se você optou por vender uma plataforma como o Instagram, leve em conta a possibilidade de oferecer o pagamento direto da sua página, sem ter que redirecionar seu cliente para seu site.

4- E não esqueça da segurança no momento das transações..

Tanto se você vai integrar uma plataforma de marketplace quanto criar seu próprio e-commerce, loja virtual ou usar uma rede social para expor seu negócio é muito importante garantir a segurança no momento das transações, tanto para o seu cliente quanto para você.

Para isso você pode contar com serviços de gateway como já explicamos nesse post – Você sabe o que é um gateway de pagamento ou utilizar as soluções de intermediadores de pagamento que também explicamos mais neste post.

5- Não esqueça da logística para entregar o que está vendendo

Tudo o que você vende de algum modo tem que ser entregue. Leve em conta para fazer essa decisão se suas vendas são mais regionais, locais ou abrangem demais estados do país. Essa análise é que vai te dizer qual melhor forma de entrega se enquadra para você.

Seja através dos correios, transportadora terceirizada, se for algo mais local, analisar se vale a pena utilizar recursos como o Uber Flash para a entrega ou até mesmo você realizar esta.


Agora que você sabe das nossas dicas, você sabia que a Safe2Pay pode ser uma grande aliada nesse seu processo de otimizar as vendas?

A Safe2Pay é uma intermediadora de pagamentos que facilita e descomplica todo o processo burocrático das transações online. Deixando você e seu cliente, seguros e tranquilos, podendo aproveitar muito mais o tempo com outras demandas.

Entre em contato conosco, com certeza temos a solução certa em pagamentos online para impulsionar ainda mais o seu negócio.